Microagulhamento

Microagulhamento é o nome de um procedimento que consiste em microperfurações da pele com finas agulhas, que estão anexas a um "rolinho" (chamado dermaroller). Esta ação desencadeia mediadores químicos que estimulam os fibroblastos a produzirem colágeno e elastina para restaurar a pele danificada, resultando no espessamento da epiderme (camada mais superficial da pele). Suas principais indicações são para rejuvenescimento, tratamento de flacidez, cicatrizes de acne, melasmas e manchas causadas pelo sol ou idade. O procedimento não é indicado para pacientes com a pele bronzeada, portadores de doenças autoimunes em atividade, mulheres grávidas ou em processo de amamentação, pessoas imunossuprimidas ou ainda pessoas com infecção no local a ser tratado. Após a aplicação, pode ocorrer dor local, vermelhidão, "casquinhas", edema e possíveis hematomas, o que é normalizado em até duas semanas. A técnica é minimamente invasiva, portanto o material utilizado deve ser sempre descartável, em nenhuma hipótese estas agulhas podem ser reutilizadas, mesmo que no próprio paciente. O procedimento é realizado com anestésico tópico e, após sua realização, é realizado o “drug delivery”, que significa aplicar substâncias específicas para alcançar a finalidade desejada. Os resultados surgem, aproximadamente, um mês após a primeira sessão, e se intensificam após uma sequência de aplicações em intervalos regulares, que podem variar de 30 a 60 dias, dependendo da indicação. Os resultados são duradouros, dependendo da rotina e dos hábitos de cada paciente, sendo ideal que haja uma manuteção com cuidados em casa ou no consultório.

Entre Em Contato